Entrevista com Amanda Mol!

É impossível conhecer o trabalho de Amanda Mol e não se apaixonar. Fiquei encantada com suas ilustrações e com o carinho que ela tem por tudo. Na entrevista se mostrou ser uma pessoa muito dedicada, e por isso conquistou tudo o que tem agora. Um atelier lindo faz parte dessa conquista, mas nem tudo começa por ai. Amanda conta um pouco mais sobre o trabalho dela pra gente, numa entrevista que eu fiz para a minha revista de trabalho de conclusão de curso. E a pedido, ela deixou eu publicar aqui no blog, então confere aqui e se quiser conhecer um pouquinho mais de Amanda, basta acessar o site.

Como começou a se interessar por arte?
Amanda Mol: Desenhar sempre foi a minha paixão de menina. E minha “especialidade” era criar mulheres, crianças e casas floridas. Coincidência ou não hoje sigo uma linha parecida de inspiração. Estudei Design de Moda no Rio, e no meu último ano de faculdade (2011) descobri que a ilustração foi o que fez o meu coração bater mais forte durante a graduação. Então, juntei meus lápis, sonhos e coragem e iniciei o meu caminho profissional!

Como surgiu a ideia de criar um atelier?
Amanda: Ter um atelier e um espaço de trabalho bacana é o desejo de qualquer profissional criativo, e comigo não foi diferente. Então, decidi voltar para a minha cidade natal e reunir as experiências dos anos que passei no Rio ao sentimento de paz e aconchego que o meu lar sempre guardou. E assim iniciei minha carreira!

Nos seus desenhos, percebe-se muitas referências na moda. Ela inspira você em alguma coisa?
Amanda: Sim! Foi em meus estudos de Moda, durante a faculdade, que pesquisei as minhas primeiras referências e comecei a arranhar um estilo de ilustração. É um assunto que adoro pesquisar e que me inspira muito! 

O que o seu trabalho representa para você, atualmente?
Amanda: Representa meus sonhos e descobertas em forma de traços e cores. Muitas vezes reflexões sobre a vida e sobre coisas que somos condicionados a acreditar. Representa que fechar os olhos e tirar os pés do chão, sem regras e scripts. Pode ser melhor do que parece.

Como ocorreu esse reconhecimento do seu trabalho na internet? Quais recursos você explorou?
Amanda: O reconhecimento começou a acontecer depois de dois anos explorando ferramentas na web. Como estudante, eu já alimentava um blog, cuidava de uma loja virtual, adorava fotografar e contar para o mundo o que eu produzia. Quando iniciei oficialmente o meu trabalho, com uma identidade, em 2011, eu já nutria o hábito de comunicar em mídias sociais. E foi neste ano que comecei a viver experiências felizes de reconhecimento.

Como começou a vender seus produtos?
Amanda: Comecei a vender em loja virtual, na internet. Mas sempre fui uma empreendedora ambulante: participava de feiras ao ar livre, no Rio e em Minas, e levava os meus produtos por onde eu fosse, em uma viagem ou em visitas a amigos. Gosto do ato da venda e gosto muito do contato com o cliente, acho enriquecedor! A procura é muito bacana e motivadora.

Qual dos seus trabalhos foi mais marcante? Por quê?
Amanda: A Ilustração Mika foi um trabalho muito marcante. Ela foi capa de uma revista de decoração, enfeitando um lindo ambiente, e esta publicação me rendeu uma repercussão especial. Jamais me esquecerei de como me emocionei ao ver, “por acaso”, a minha ilustração em uma capa de revista.


Que mensagem pretende transmitir com seu trabalho?
Amanda: Simplicidade. Gosto de contar, em cores e frases, como podemos ser felizes com pequenas coisas.

Já pensou em seguir outro caminho?
Amanda: Nunca! Sempre foi o meu sonho ser desenhista e professora. Me tornei designer e ilustradora por opção da minha alma. E professora, serei um dia!

Quais seus objetivos para os próximos anos?
Amanda: Ser uma pessoa sustentável e feliz. Profissionalmente tenho algumas metas importantes, mas mais que isso, desejo ser uma pessoa feliz. Estar ao lado das pessoas que amo e são importantes em minha vida, poder conhecer lugares bonitos mundo afora, ser tranquila, grata e serena.

Como começou a perceber que o seu talento podia se tornar profissão?
Amanda: Após me formar em Design de Moda decidi seguir a carreira de ilustração, expressando o meu trabalho em forma de produtos e serviços. Foi neste momento, observando as oportunidades que o mercado oferecia para a carreira de ilustração, que comecei a alinhar o que eu já tinha nas mãos - uma graduação, algumas experiências no mercado e muitos sonhos. Então, formatei o meu negócio.

Vale a pena construir um negócio por conta própria?
Amanda: Vale, claro. Se nós não formos capazes de acreditar em nosso potencial, quem acreditará? A legitimidade daquilo que se está produzindo, a conduta honesta do profissional e um bom atendimento ao cliente, unidos ao amor pelo que fazemos são capazes de tornar um negócio próspero.

Quais são as dificuldades de se ter um negócio próprio?
Amanda: São várias, mas a falta de embasamento prático no assunto empreendedorismo e o cansaço mental são fatores que gritam em vários momentos. Para isso, precisei buscar cursos e experiências que me trouxeram conhecimento e ferramentas para administrar a minha empresa. E para lidar com o cansaço mental: dança, musculação, francês e yoga. Oxigenar o cérebro e exercitar o corpo são práticas preciosas em minha vida.

Como faz para administrar seu negócio e ainda ter tempo para fazer as criações?
Amanda: Tenho uma grande aliada: a minha agenda. Planejo todas as minhas tarefas, trabalhos e compromissos, e mais: respeito tais anotações. Meu dia de trabalho começa quando abro a minha agenda e termina quando marco todas como feitas. Sem planejamento e disciplina seria impossível cuidar de todas as minhas obrigações.

Dê uma dica para quem está começando ou pretende se arriscar com um trabalho online.
Amanda: Seja insistente! O caminho não é linear, há altos e baixos e medo. Quando falamos de exercer um trabalho autoral estamos lidando com o risco, e este risco traz a insegurança. É normal e acontece com todos nós. E quando esse negócio é online, sentimos um frio na barriga peculiar, por fugir do convencional até poucos anos atrás. Então a maior sugestão que eu daria é: seja insistente, acredite em seu potencial e treine, todos os dias. Com a insistência e treinamento você descobrirá formas de fazer o que você gosta. E esta forma de fazer lhe ajudará a criar a sua identidade para você compartilhar com o mundo!


Espero que tenham gostado meninas.
Um grande beijo!

4 comentários

  1. Que lindo que ficou a ilustração dela nessas almofadas, belos desenhos mesmo.

    Beijos
    http://blogbrunascloset.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Lindo o trabalho dela, não conhecia.

    Beijos,
    placestyle.com

    ResponderExcluir
  3. Maaaaazá, que lindas ficaram as almofadas! *_*
    Flor, amei seu blog, você é super caprichosa e já estou te seguindo! :3
    Se quiser, dá uma passadinha lá no meu cantinho, tá rolando um sorteio mara!
    Beijooo!
    Instagram: tamiya343 e Twitter: @cat_343

    CLIQUE AQUI E VISITE O MAKE DA MOTOCICLISTA

    ResponderExcluir
  4. Muito lindo e delicado o trabalho dela, amei!
    Adorei o blog. Bjs!
    http://www.enteddyada.com/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela sua visita. A sua opinião é sempre muito bem vinda. Espero que tenha gostado do blog e que volte mais vezes! Responderei todas as mensagens, seja aqui ou no seu blog! Beijo